Ex jogadores estrangeiros
#11

Bis de Slimani hoje no Mónaco.

[Imagem: n9RM36n.jpg]
Responder
#12

E nem assim o Mónaco ganha. É a definição de equipa de primadonas que colectivamente não valem nada. Mendilhão power.

[Imagem: n9RM36n.jpg]
Responder
#13

É lidar e não presta para o Sporting da actualidade.

Bom bom é ter apenas o Luiz Phylipe como avançado.

Sent from my MI 8 Lite using Tapatalk
Responder
#14

E o Bas Dost? Entra e ao fim de alguns minutos marca?
Responder
#15

E quanto é que não terá custado aquele golo ao Frankfurt? Acreditar no knowhow e apoiar fácil-fácil! Arrow

PROFECIAS [Imagem: Profecia-Leonina-logo-1.jpg]  LEONINAS
   - est. 2018 -
Responder
#16

https://www.futebol-addict.com/pt/articl...ing-addict
Responder
#17

Citar: «MÁRIO JARDEL APARECEU COM UMA GRANDE BARRIGA, MAS DEVIAS VÊ-LO A FINALIZAR»

Steve Sidwell e Jon Walters são dois antigos jogadores que fizeram carreira no futebol britânico, e, ao podcast Liquid Football, recordaram histórias com dois futebolísticas que passaram pelo futebol português.

Walters encontrou Mário Jardel, que em Portugal fez história tanto no Sporting como no FC Porto, no Bolton, em 2003, e recordou a chegada do histórico avançado brasileiro. «Tivemos o Mário Jardel, lembram-se dele? Ele ganhou a Bota de Ouro e veio para o Bolton. O Sam Allardyce costumava contratar jogadores que não eram o topo da colina, como o Ivan Crespo, Fernando Hierro, Jay-Jay Okocha, Youri Diorkaef… Ele contratou este Mário Jardel e quando chegou deviam ver a barriga dele, tinha uma bem grande, mas devias vê-lo a finalizar… Chutava ‘de bic’, 27 metros no canto superior, inacreditável. Se jogou? Não, praticamente só treinava com as reservas», recordou.

O outro convidado partilhou balneário, no Fulham, durante uma temporada com Kostas Mitroglou, que passou pelo Benfica. «Em janeiro, estávamos na luta para não descer e precisávamos de um avançado. Foram buscar o Kostas Mitroglou. Não parava de comer, era um rapaz grande. Sempre que o vias estava com uma barra de proteínas às voltas no campo de treino, sempre. Se eu tivesse de o descrever agora, parece um dos Targaryens de Guerra dos Tronos. Grandes, com uma grande barba», atirou.

[Imagem: n9RM36n.jpg]
Responder
#18

   
Responder
#19

Citar: Schaars deixa aviso ao Sporting: "O PSV é muito forte em casa..."

Stijn Schaars é um nome conhecido dos adeptos leoninos. O antigo médio passou por Alvalade durante duas temporadas e recorda com saudade a aventura no clube leonino.

O ex-internacional holandês, de 35 anos, desempenha agora a função de treinador na equipa de sub-13 do PSV Eindhoven e não esconde que o embate entre holandeses e leões, que marca a estreia do Sporting na edição deste ano da Liga Europa, se trata de um jogo especial.

"Será um jogo de 50/50. O PSV é muito forte em casa e tem uma equipa de jogadores muito rápidos e talentosos na frente. É engraçado porque está lá o Bruma, com quem partilhei balneário do Sporting. Também tem o Mitroglou, que em Portugal representou o Benfica. Não será fácil para o Sporting jogar no Philips Stadion e penso que tem de ter muito cuidado, tal como o PSC, visto que do outro lado também está uma boa equipa", começou por dizer Schaars, em entrevista ao jornal O JOGO, prosseguindo.

"Como disse, há muita qualidade na equipa do PSV: O Bergwijn, o Gakpo, mas também através do avançado, o Malen. É verdade que perderam jogadores importantes, como o Lozano, mas fizeram contratações de grande qualidade. Será um bom jogo e vai decidir-se nos detalhes, não tenho dúvidas", acrescentou o antigo médio holandês.

Sobre a passagem pelo Sporting, Schaars assume que não acompanha diariamente os assuntos relacionados com os leões - sabia da saída de Marcel Keizer e Bas Dost -, mas recorda com saudade os tempos em que vestiu a camisola dos leões.

"Vivi grandes momentos no Sporting: no meu primeiro anos tínhamos uma excelente equipa e um bom treinador, o Domingos Paciência, assim como um bom adjunto, o Miguel Cardoso. Não percebi a razão do seu despedimento, mas são coisas que acontecem no futebol. É verdade que nessa época perdemos a final da Taça de Portugal [0-1, contra a Académica], mas também fizemos uma grande campanha na Liga Europa, onde eliminámos o Manchester City e outras equipas de qualidade, como o Metalist. As meias-finais com o Atlético de Bilbau são outro dos momentos marcantes, apesar de não termos conseguido passar à final", atirou, antes de deixar uma mensagem aos adeptos leoninos.

"Aos adeptos do Sporting, quero dizer que continuo a ser um de vós, que gostei muito de ter jogador em Portugal e que foi aí que passei os melhores anos da minha carreira. Desejo-lhes felicidades e que o Sporting possa conquistar muito no futuro", concluiu.

Recorde-se que Schaars jogou no Sporting entre 2011 e 2013 e notabilizou-se pelos seis golos e doze assistência em 66 jogos com a camisola dos leões.

[Imagem: n9RM36n.jpg]
Responder


Saltar para outro fórum:


Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)